CATATEC 018 - O uso e a importância do Adubo Fosfatado

Ouça online dê o Play!

Os solos brasileiros de uma maneira geral são bastante pobres do macro nutriente Fósforo e este é talvez um dos mais importantes nutrientes para as pastagens.


Além de ele ser escasso em nossos solos, onde ele existe parte fica indisponível em virtude da fixação pelas partículas do solo, portanto é imprescindível que o pecuarista pratique a correção e adubação de seus pastos.


Dispomos de várias fontes de FÓSFORO, entre elas temos:


• Fosfato Monoamônico (MAP): 10% DE N e 46% de P2O5


• Fosfato Diâmonico (DAP): 16% de N e 38 a 40% de P2O5


• Super Fosfato Simples (SFS): 16 a 18% de P2O5 e 18 a 20% de Ca


• Super Fosfato Triplo (SFT): 41% de P2O5 e 7 a 12% Ca


• Termofosfato: 18% P2O5, 9% Mg, 20%Ca e 25% de Sílicio


• Fosfato Natural Reativo: 28 a 29% de P2O5

 

O Fosforo é de grande importância para a gramínea forrageira.


• Interfere diretamente na fotossíntese da planta.


• Participa ativamente do processo de respiração, armazenamento e transferência de energia.


• Atua de forma direta na divisão celular da planta comprometendo assim o seu desenvolvimento.


• Crescimento das raízes.


• Formação das sementes.


Como podemos ver o Fosforo é de grande importância para as pastagens e é extraído em grande quantidade pelos bovinos. Um animal de 450 Kg leva em sua carcaça 4,5 kg de fosforo.


O Fosfato de Rocha Brasileiros, apresentam teores inferiores aos reativos e sua solubilização é bem mais lenta.


Hoje os Fosfatos reativos tem atendido em muito as necessidades dos pecuaristas brasileiros, pois estes dispõem de muitas áreas para adubar e em geral não tem como adubar a mesma área todo ano.

Neste sentido o Fosfato Reativo se encaixa perfeitamente as necessidades dos pecuaristas.


Hoje existe também alguns fertilizantes que são formulados com duas fontes de fosforo, uma de alta e outra de baixa solubilização. Este produto é bastante interessante pois teremos parte do produto dando um bom arranque inicial e a outra parte se liberando com o tempo.


Um ponto importante!


Antes do pecuarista adubar um pasto ele deve procurar dividir este para assim conseguir um manejo melhor e eliminar as plantas daninhas, pois estas com certeza irão disputar com as gramíneas o fertilizante aplicado.


Pecuarista amigo, se você nunca adubou os pastos de sua fazenda, tenha a certeza de que o solo de sua fazenda esta empobrecendo e o seu grande patrimônio não está no seu gado, mas sim na terra que produz o alimento para o seu rebanho.


Pense nisso e boa sorte.


Até o próximo Catatec, se Deus quiser.


Wagner Pires.

 

 

 

Conheça o nosso curso de pastagem digital, você poderá fazer sem sair de cada ou da fazenda pelo seu computador. O curso mais completo feito até hoje.

O melhor custo benefício.

circuito da pecuaria brasil logoAtendimento:
Seg.-Sex. (08h às 18h)

wpires@circuitodapecuaria.com.br

www.circuitodapecuaria.com.br

Cel/Whats: 55 19 98112-5298

Fone: 55 19 3894-1865

Skype: wagnerpires1

Rua Ernesto Ferrari, 54
Jd. Explanada II
Indaiatuba/SP
CEP - 13335-585

Cadastre-se e receba nossas novidades!

Passo a Passo - 10 Etapas